Algumas funcionalidades do website poderão não funcionar correctamente, por favor active o Javascript no seu browser.

2GAR

Resinas amino de segunda geração

Co-financiado por:

Modelos-Barras-FUNDOS-v04_3logos-FEDER

Projeto Nº POCI-01-0247-FEDER-003489

 

Objetivo Principal   Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de Intervenção   Norte, Centro e Alentejo

Data de Aprovação   22-09-2015

Data de Início   01-10-2015

Data de Conclusão   30-09-2018

Custo Total Elegível   758.490,91 €

Apoio financeiro da União Europeia   FEDER - 521.008,30 €

Co-Promotores

Resumo

O projeto 2GAR é promovido pela empresa Euroresinas, envolvendo como co-promotores pertencentes ao Sistema Científico-Tecnológico, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, o Instituto Politécnico de Viseu e a Associação Rede de Competência e Polímeros. O projeto pretende conferir propriedades inovadoras às resinas de base formaldeído ("resinas amino") produzidas pela empresa, garantindo-lhe assim assumir posições mais competitivas nos mercados existentes e penetrar em novos mercados, nacionais e internacionais.

O projeto assume três objetivos fundamentais:

- Conferir maior estabilidade em armazenamento às resinas amino, de forma a permitir o transporte por barco para clientes internacionais;

- Conferir às resinas a resiliência e elasticidade necessárias para o fabrico de painéis flexíveis de aglomerado de cortiça;

- Incorporar um conteúdo significativo de matérias-primas de base natural nas resinas amino (sustentabilidade). 

O projeto assenta numa forte interação entre todos os parceiros em todas as suas fases de execução, tirando partido, quer das competências individuais, quer das sinergias geradas pelo trabalho conjunto, já demonstradas em projetos anteriores. Pretende-se que o projeto culmine com a produção em reator industrial das novas formulações, seguida da aplicação, por clientes finais, na produção de painéis compósitos de madeira e cortiça (derivados de madeira e aglomerados compostos de cortiça).

 

Resultados

Estabilidade em armazenamento

- O uso combinado de um bloqueador e de uma base fraca contribui significativamente para um aumento da estabilidade em armazenamento (40 ºC).

Flexibilidade em compósitos de cortiça

- Foram incorporados polióis de diferentes pesos moleculares em resinas UF e MUF;

- Foram obtidas formulações que permitem produzir painéis de aglomerado de cortiça com a flexibilidade pretendida.

Sustentabilidade

- Sínteses com incorporações de lenhina hidroximetilada com resultados promissores.

A Equipa